WhatsApp Image 2021-09-13 at 09.29.45.jpeg

PRINCIPAIS BANDEIRAS

SEMPRE CONTRA O AUMENTO DE IMPOSTOS

O Estado já pesa demais para o cidadão. Como parlamentar votei contra o “imposto do cheque”, como era conhecida a CPMF. No Governo, não aumentei impostos e sempre que pude reduzi, como no caso dos medicamentos para tratamento de câncer, dos produtos têxteis, dos suínos vivos, da madeira e dos defensivos agrícolas, entre outros.

Lutamos contra a vontade de outros estados junto ao Confaz de aumentar o imposto dos insumos agropecuários, e conseguimos que a alíquota cobrada passasse de 17% para 0%. Nosso foco foi sempre a competitividade do produto e do serviço catarinense frente os outros Estados. Adotamos uma política de baixar o custo nos preços de produtos e serviços incluindo ações que facilitavam a logística. Se o transporte é mais barato, os produtos são mais baratos. E estimulamos as importações por portos, aeroportos e portos secos de Santa Catarina.